ConsenSys wins competition to develop digital central bank currency (CBDC)

Good for the climate. Good for your investment. Xtrackers ESG ETFs.

Those who include stocks or bonds from particularly ecological, social and ethical companies in their portfolio can have a targeted impact on the environment and society and at the same time take advantage of potential returns.

Well-known Ethereum ecosystem company ConsenSys has won a competition from the Hong Kong Monetary Authority (HKMA).

Specifically, it was about a study on digital central bank currencies (CBDC). These are the next steps

In addition to China, many other Asian countries are also significantly further in researching digital central bank currencies (CBDC) than, for example, the euro zone. Above all, Hong Kong and Thailand should be mentioned here, who signed a Memorandum of Understanding for the Inthanon-LionRock project in May 2019have signed. Aim of this project is the establishment of a CBDC-based cross-border payment network.

In order to reach the next implementation stage, one would like to make use of ConsenSys’s wealth of experience. ConsenSys was chosen to drive the development together with the consulting firm PwC and Fintech Forms HK.

ConsenSys: Not a blank slate

Not only have numerous Ethereum projects been developed under the umbrella of ConsenSys, but other states and authorities have also drawn on ConsenSys’s technological expertise. ConsenSys has already gained valuable experience by developing and providing decentralized payment networks for central banks, including the Monetary Authority of Singapore and the South African Reserve Bank.

News from the makers of CryptoKitties

Dapper Labs have started their Flow Blockchain Token Sale. Some of the world’s best developers and big brands are already on board including (NBA TOP SHOT, UBISOFT, WARNER MUSIC GRUOP).

While the aforementioned states and central banks are carrying out ever more specific practical tests, there is still disagreement in the euro zone as to the extent to which digital central bank money should play a role in the future. Instead of presenting concrete plans, people have spoken out in favor of strict regulation of stable coins, i.e. the private CBDC alternatives. We recently reported on the consequences of this policy .

Por que os comerciantes de criptografia do Japão escolheram Bitcoin em vez de alts no início deste ano

Um novo estudo de uma bolsa de criptografia japonesa mostrou que os fanáticos por criptografia do país favoreceram o Bitcoin à frente dos favoritos locais XRP e Monacoin, com volumes de comercialização para o primeiro significativamente maiores do que os dois últimos e outros altcoins.

A Bitcoin viu grandes apostas à frente dos alts

Yuya Hasegawa, Analista de Mercado da Japan Crypto Exchange Bitbank, fez referência a um relatório divulgado em abril pela Japan Virtual and Crypto assets Exchange Association (JVCEA), uma organização auto-reguladora totalmente reconhecida pela Agência de Serviços Financeiros do país.

Ele observou que enquanto o número de contas ativas para negociação de criptografia à vista atingiu um recorde histórico em abril, recuperando-se da queda em março, o valor mensal negociado pela Bitcoin Loophole foi „de volta acima de 87% de domínio“, mostrando que „o interesse principal dos usuários mais novos é apenas no BTC“.

Hasegawa disse que para os investidores japoneses, o interesse geral em altcoins vem diminuindo com o tempo em relação aos seus interesses em Bitcoin. Ele acrescentou o crescimento no número de contas ativas, a grande maioria dos novos participantes do mercado no Japão indicou que os comerciantes estão „provavelmente interessados apenas na Bitcoin“.

O analista observou que todos os números foram retirados de valores oficialmente informados, o que representou volumes reais em termos de todos os JPY trocados e deu uma métrica precisa para medir o interesse do usuário e o tamanho do mercado.

O XRP do Ripple já foi responsável por cerca de 40% do valor mensal negociado no mercado de criptografia japonês, o analista observou, mas a estrutura de dominância mudou rapidamente desde o verão de 2019, uma vez que o Bitcoin subiu acima de 80% (em termos de participação de mercado).

Os Altcoins sofreram de forma semelhante. Monacoin, um símbolo popular no Japão, viu seu volume empurrar o domínio de Bitcoin abaixo de 70% no início de fevereiro, mas o pioneiro rapidamente se recuperou e respondeu por 87,34% do mercado de criptográficos no Japão em abril de 2020.

Entretanto, embora os comerciantes tenham evitado os dois alts, os investidores se amontoaram sobre eles. As estatísticas da JVCEA mostraram que as holdings XRP e Monacoin mantiveram uma tendência ascendente, mesmo que isso não se traduzisse necessariamente no aumento de seus preços.

Mercados à vista vêem um boom no Japão

O relatório dizia que as contas à vista viram um ressurgimento em abril, mesmo depois de terem sido entregues um mês antes, em março.

De acordo com a JVCEA, o mercado japonês de criptografia à vista acrescentou 13.987 contas ativas em abril: 0,96% acima dos 1.450.828 em março, atingindo seu ponto mais alto de todos os tempos, observou o relatório.

Em abril, o mercado começou a mostrar uma grande recuperação quando os bancos centrais do mundo todo anunciaram enormes pacotes de estímulo e empréstimos sem juros para os cidadãos em uma tentativa de reanimar uma economia vacilante. Mas embora a mudança possa ou não ter suportado bem a saúde econômica a longo prazo, ela fez maravilhas para os mercados.

O Bitcoin bombeou mais de 150% desde seus sub-baixos de 4.000 dólares em março, enquanto grandes tampas como Ethereum e Chainlink cresceram 300% e 700%, respectivamente.

Nos meses seguintes, os projetos DeFi como o Compound e o Synthetix até mesmo tiveram suas próprias histórias de crescimento, com um recém-chegado, o Yearn Finance, chegando a registrar um retorno de 14.000% para os primeiros investidores.